+55 43 3512-1000     capal@capal.coop.br
  INICIAL A COOPERATIVA SEJA UM COOPERADO UNIDADES FALE CONOSCO
INSTITUCIONAL
AGENDA
PUBLICAÇÕES
LINKS ÚTEIS
DOWNLOADS
INFORMATIVOS
PREVISÃO DO TEMPO
   



14
Abr 20

Safra de grãos supera pandemia e mantém produção com 251,8 milhões de toneladas




A pandemia de COVID-19 enfrentada pelo mundo não afetou o andamento da safra brasileira. Os agricultores seguem as atividades dentro da normalidade, com adoção dos cuidados recomendados pelo Ministério da Saúde e a Organização Mundial de Saúde (OMS), além de continuar com os tratos culturais, como adubação e aplicação de defensivos no período recomendado. Com isso, a estimativa brasileira da produção de grãos passou de 251,9 milhões de toneladas para 251,8 milhões de toneladas. A queda total foi de cerca de 100 mil toneladas, mantendo ainda níveis recordes de colheita, como indicado pelo 7º Levantamento da Safra divulgado nesta quinta-feira (9) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Este volume deve ser registrado em uma área total cultivada de 65,1 milhões de hectares. A soja e o milho são os produtos que impulsionam o bom resultado. A oleaginosa deve apresentar uma produção de 122,1 milhões de toneladas. O maior desempenho já registrado da cultura acontece mesmo com os problemas climáticos ocorridos no Sul do país, sobretudo no Rio Grande do Sul. Nas demais regiões, o clima favoreceu e, aliado ao crescimento na área de 2,7% em relação à última temporada, a soja segue como um dos principais produtos da safra.

Outro grão de destaque, o milho deve apresentar uma colheita de 101,9 milhões de toneladas. A maior parte deste volume é esperada na segunda safra do cereal, quando se estima uma produção de 75,4 milhões de toneladas. A área tende a crescer em 4,5% comparada com a safra anterior e pode atingir 13,5 milhões de hectares. Vale destacar, ainda, que o plantio do grão encontra-se em estágio avançado. Mato Grosso, principal estado produtor, já finalizou a semeadura do milho, juntamente com Goiás, Tocantins e Maranhão. Paraná, Mato Grosso do Sul e Piauí têm mais de 90% da área semeada.

Além de milho e soja, algodão, arroz, feijão e sorgo devem registrar incremento na produção, o que influencia positivamente no número final da safra brasileira. No caso do arroz, este aumento acompanha uma queda de plantio do grão em área sequeira. Mas este movimento é seguido também de uma maior proporção do cultivo da cultura em áreas irrigadas, que geram maiores produtividades. Aliado a isso, o contínuo investimento do rizicultor em tecnologias permite a manutenção da produção, ajustada ao consumo nacional.

O algodão também deve apresentar a maior produção já registrada na série histórica, com uma colheita estimada em 2,88 milhões de toneladas da pluma do grão, influenciada pelos grandes investimentos no setor e pela expansão de área cultivada, aliada às boas condições climáticas encontradas nas principais regiões produtoras.

(Fonte: Conab - Companhia Nacional de Abastecimento)

 






+55 43 3512-1000
capal@capal.coop.br
A COOPERATIVA
- História
- Visão
- Administração

SEJA UM COOPERADO
- Vantagens
- Como ser um cooperado
- Formulário

UNIDADES
PRODUTOS E SERVIÇOS
Rações
- gado de leite
- gado de corte
- outros animais
Sementes
- soja
- trigo
Recepção e Secagem
Loja de Produtos
Postos de Combustível
INSTITUCIONAL
- Trabalhe conosco
- Fale conosco
- Vídeo institucional
- Galeria de imagens

NOTÍCIAS

AGENDA

PUBLICAÇÕES
- Editoriais
- Relatórios
Capal Cooperativa Agroindustrial - 2014 | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Marketing Mix
Rua Saladino de Castro, 1375. Arapoti - Paraná - Brasil - Fone: (43) 3512-1000. Fax: (43) 3557-1633