+55 43 3512-1000     capal@capal.coop.br
  INICIAL A COOPERATIVA SEJA UM COOPERADO UNIDADES FALE CONOSCO
 
INSTITUCIONAL
NOTÍCIAS
AGENDA
PUBLICAÇÕES
LINKS ÚTEIS
DOWNLOADS
   



20
Jan 15

Dedicação ao trabalho no campo e organização são destaque na propriedade de Marcos Bulka, em Sengés-PR




 

Em Sengés-PR, o cooperado Marcos Bulka  faz do trabalho com leite uma paixão. A organização e o capricho na propriedade são prova desta dedicação.

 

"Quando iniciei a assistência na propriedade do Marcos, em maio deste ano, observei dois fatores importantes: bom potencial do rebanho e estrutura da fazenda, o que demonstra ótimo potencial de produção de leite”, explica Bruno Rossini.

Hoje o Sítio Tucunduvaconta com 102 animais, destes, 55 em lactação, produzindo hoje a média diária de 21L/vaca.

O produtor conta que não pretende aumentar o rebanho, mas investir em estrutura. “Estou estudando a melhor estrutura para garantir o bem estar das vacas e ampliar a produção sem aumentar o plantel”, conta Marcos.

Para o produtor estão muito claros os três pontos principais para o trabalho com leite: a alimentação, o bem estar animal e a sanidade do rebanho.

•No empenho para garantir uma alimentação balanceada e com custos razoáveis Marcos conta com a assistência técnica em nutrição animal do veterinário da Capal de Itararé, Bruno Rossini, que auxilia no equilíbrio dos nutrientes e avalia os resultados junto do produtor. Também na produção de silagem e na manutenção da lavoura, recebe assistência técnica da Cooperativa.
•Para o bem estar animal, investe em estrutura e está sempre buscando novas práticas para assegurar o conforto das vacas.
•Em sanidade animal, o cooperado fala com orgulho que há alguns anos conseguiu livrar totalmente o rebanho de doenças como tuberculose e brucelose, e hoje trabalha apenas com o controle. Para isso, conta com acompanhamento do veterinário Daniel Nunes.
 
O produtor conta com entusiasmo sobre a assistência técnica em nutrição animal que recebe da Capal. Desde que está tendo acompanhamento do veterinário Bruno, percebeu a diferença no bolso. “Com alguns ajustes no tipo de ração e equilibrando alguns nutrientes economizei e não perdi nada em produção”, conta Marcos
 

Foi identificado que os números eram razoáveis, com produção de 17 litros de média (litros/vaca/dia). A primeira ação foi a divisão dos animais em

lotes, após análise dos dados do rebanho, fornecidos pelo cooperado, como produção diária de cada vaca ao dia e dias em lactação (DEL). A partir daí a alimentação foi equilibrada, garantindo maior produção, confirmando o potencial dos animais.

Evolução

Em junho a média de produção subiu para 18,5 litros (vaca/dia), em julho para 21 litros, e em agosto e setembro alcançou 23 litros.

Nestes dois últimos meses a produção média sofreu uma queda para 21 litros devido a seca na região e o término do fornecimento de silagem para o rebanho.

O cooperado destaca a importância do fator custo quando se otimiza a alimentação. Em maio o produtor estava com a renda sobre o custo da alimentação em R$3,97/vaca/dia, hoje esse valor está em torno de R$7,10/vaca/dia, ou seja, a produção de leite aumentou e os custos para isso diminuíram.

A meta agora na propriedade é melhorar a qualidade do leite.

Com auxílio da APCBRH o produtor vem fazendo análise individual dos animais e do leite, para entender os níveis de CCS e buscar a redução. “Quero garantir a qualidade do leite  e manter os padrões exigidos pela indústria”, diz o produtor.

 

 

AS BEZERRAS RECEBEM CUIDADO ESPECIAL

Marcos cuida das bezerras com muito carinho. A alimentação balanceada e o cuidado com vacinação e medicação asseguram a boa saúde dos animais.

O bezerreiro suspenso garante maior facilidade e limpeza e menor exposição à fezes e urina reduzindo a incidência de doenças, principalmente diarreia.

 

COOPERATIVISMO

“Hoje o produtor rural não consegue trabalhar sozinho”, afirma Marcos ao contar que não enxerga o trabalho dele sem a parceria com a Cooperativa. “a Capal me traz muita segurança, sei que faço a melhor negociação sempre”, complementa o associado.

Ainda segundo Marcos, o produtor precisa enxergar os benefícios do cooperativismo e também abrir as portas à assistência, estar disposto a mudar alguns hábitos e a aplicar novas técnicas, visando o desenvolvimento da sua atividade.

Vantagens salientadas: assistência técnica de qualidade, na pecuária e na lavoura, facilidades de pagamento e devolução de sobras.

   

 






+55 43 3512-1000
capal@capal.coop.br
A COOPERATIVA
- História
- Visão
- Administração

SEJA UM COOPERADO
- Vantagens
- Como ser um cooperado
- Formulário

UNIDADES
PRODUTOS E SERVIÇOS
Rações
- gado de leite
- gado de corte
- outros animais
Sementes
- soja
- trigo
Recepção e Secagem
Loja de Produtos
Postos de Combustível
INSTITUCIONAL
- Trabalhe conosco
- Fale conosco
- Vídeo institucional
- Galeria de imagens

NOTÍCIAS

AGENDA

PUBLICAÇÕES
- Editoriais
- Relatórios
Capal Cooperativa Agroindustrial - 2014 | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Marketing Mix
Rua Saladino de Castro, 1375. Arapoti - Paraná - Brasil - Fone: (43) 3512-1000. Fax: (43) 3557-1633