+55 43 3512-1000     capal@capal.coop.br
  INICIAL A COOPERATIVA SEJA UM COOPERADO UNIDADES FALE CONOSCO
 
INSTITUCIONAL
NOTÍCIAS
AGENDA
PUBLICAÇÕES
LINKS ÚTEIS
DOWNLOADS
   



06
Jul 20

Nutrição adequada resulta em aumento de renda e prosperidade




Produtores da Unidade de Joaquim Távora aumentam produção total de leite investindo em alimentação animal

No cooperativismo, todos contribuem de forma equitativa para o capital da organização e participam do seu desenvolvimento financeiro. Desse modo, grande e pequeno produtor colaboram para o fortalecimento da cooperativa, o que resulta em prosperidade para os associados. Na Capal, cada produtor tem uma história que merece ser contada. Em comemoração ao Dia Internacional do Cooperativismo celebrado no último sábado, 4 de julho, apresentamos dois cooperados que fazem parte de nosso quadro social.

De Santo Antônio da Platina, o cooperado Denilson Macedo Godoi  é um exemplo de evolução na pecuária leiteira.  De 2015 até o ano passado, houve uma pequena mudança no número de vacas em lactação – foram 4 animais a mais, ou seja, 8%. No entanto, a produção de leite total teve um aumento de 65%, passando de 725 para 1200 litros de leite por dia. Demonstrou assim, claramente, um aumento de eficiência na produção do plantel, em que a média de produção por animal cresceu de 15 para 22 litros/vaca por dia.

O pecuarista Thiago José Ricci, de Guatiguá, também é um exemplo a ser seguido. Tempos atrás, o produtor quase deixou a atividade por não ter o retorno esperado e cogitou ordenhar as vacas apenas uma vez ao dia devido à baixa produção. Após várias conversas com o Departamento de Assistência Técnica, Thiago decidiu mudar a forma de trabalho, investindo principalmente em melhoramento genético e acompanhamento técnico. De 2015 a 2019, a sua produção de leite total praticamente dobrou, saindo de 447 para 850 litros por dia. E isso com um número não muito maior de vacas em produção: passou de 21 para cerca de 30 vacas no leite. A média, porém, que era de 21 litros/vaca por dia, cresceu para 28 litros.

A assistência técnica é um elemento fundamental para obter bons resultados na propriedade. O médico veterinário Marcelo Nunes, da Unidade de Joaquim Távora, aponta que a nutrição adequada melhorou a média produtiva dos animais, mesmo aumentando também os custos. “Os custos de produção tiveram um aumento expressivo de 2015 para 2019. No entanto, com a assistência técnica e acompanhamento na nutrição, os ajustes de formulação de dietas e um manejo adequado, os produtores aumentaram a eficiência leiteira do rebanho”, explica.

Desse modo, o rendimento da produção superou o valor dos custos. Nas duas situações, houve redução do percentual da renda gasto com alimentação. No caso de Thiago que, em 2015, usava metade da renda para custear a alimentação, houve uma queda para 35%. Denilson passou de 46% para 37% dos rendimentos usados com nutrição.

De acordo com Marcelo, isso mostra que o aumento da produção dilui os custos. Analisando os dados de Thiago e Denilson, o veterinário explica que, mesmo se o preço pago pelo leite não tivesse aumentado ao longo dos anos, ainda assim os produtores teriam um incremento na RMCA (receita menos custo alimentar, ou seja, valor bruto que o animal rende – litros de leite x valor pago pelo litro –, menos o gasto alimentar diário – custo da dieta).

O produtor Thiago José Ricci capricha na alimentação dos animais e faz programação de milho para silagem. Desde o início da parceria com a Capal, investiu na melhoria a qualidade genética dos animais. Mais recentemente, investiu também na instalação da ordenha canalizada, que dá agilidade, conforto e eficiência ao trabalho. Para ele, a Capal pode ajudar nas ferramentas de gestão. “Estar na Cooperativa é uma segurança para o pequeno produtor”, afirma.

Denilson Macedo Godoi também fez melhorias na estrutura, na ordenha e no cocho de alimentação, além de fazer silagem de milho, contando com o acompanhamento técnico desde a escolha do híbrido, condução da lavoura, avaliação no ponto de corte e todas as etapas no processo. Isso mostra o valor que dá à nutrição do rebanho. Na propriedade, a família toda coloca a mão na massa, tanto na ordenha, quanto na roça e nas melhorias da estrutura. 

“São exemplos como estes que nos fazem acreditar que estamos no caminho correto. É um grande prazer e um enorme aprendizado ter a oportunidade, como técnico, de fazer parte da equipe destas propriedades, em que na verdade o grande mérito está no produtor, homens que enfrentam inúmeros desafios, clima, instabilidade do mercado, crises, mas sempre acreditando em dias melhores”, afirma o veterinário Marcelo Nunes.

 






+55 43 3512-1000
capal@capal.coop.br
A COOPERATIVA
- História
- Visão
- Administração

SEJA UM COOPERADO
- Vantagens
- Como ser um cooperado
- Formulário

UNIDADES
PRODUTOS E SERVIÇOS
Rações
- gado de leite
- gado de corte
- outros animais
Sementes
- soja
- trigo
Recepção e Secagem
Loja de Produtos
Postos de Combustível
INSTITUCIONAL
- Trabalhe conosco
- Fale conosco
- Vídeo institucional
- Galeria de imagens

NOTÍCIAS

AGENDA

PUBLICAÇÕES
- Editoriais
- Relatórios
Capal Cooperativa Agroindustrial - 2014 | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Marketing Mix
Rua Saladino de Castro, 1375. Arapoti - Paraná - Brasil - Fone: (43) 3512-1000. Fax: (43) 3557-1633